05/07/2017

Comemoração do 14º Aniversário

Património do saber com um milhar de "alunos"

Universidade Sénior
enobrece Torres Vedras

As comemorações do 14.º aniversário da Universidade Sénior de Torres Vedras (AUTITV), cujo acto solene decorreu a 4 de Junho, com missa de Acção-de-Graças e demais cerimónias, registaram grande participação de alunos, professores e corpo dirigente da empreendedora instituição sócio-cultural. Um património do saber que integra cerca de um milhar de associados e que inquestionavelmente enobrece Torres Vedras.
Portugal tem cerca de 500 US (Universidades Seniores), 50 mil "alunos" e mais de 5 mil "professores" voluntários. É o país europeu com o maior número de instituições. No mundo, surge o Japão com mais de 300 mil US. A Universidade de Torres Vedras iniciou a sua actividade em 2003/2004, com 160 sócios e, desde então, tem vindo a registar um crescimento notável, chegando a 2016/2017, com cerca de um milhar de associados. 
A AUTITV/US de Torres vedras (USTV), está entre as instituições portuguesas que maior adesão de novos "alunos" tem matriculado anualmente e novas áreas multidisciplinares tem criado, sempre em função das solicitações dos sócios. É a única US com aulas de golfe (Campo Real). O universo da USTV está em ponderada mudança e em sintonia com a evolução do futuro dos seniores.
Na cerimónia de encerramento, para além dos discursos e das "salvas de palmas", os seniores deram a conhecer os resultados dos estudos/trabalhos feitos ao longo do ano. Exposições, ateliers, actuações, desfiles, teatro, cânticos, música, artes, um vasto painel de criatividade e talento, voz e som, que levaram centenas de visitantes/dia ao espaço multiuso da AUTITV/USTV e ao Teatro-Cine. 
Estudos revelam que "os seniores que frequentam as US registam 30% na redução de fármacos". E recomenda o estudo: "não olhem para a idade mas para a capacidade que cada um tem e do que ainda é capaz de fazer".
E se as Universidades Seniores não existissem? E se não houvesse mais de 5 mil voluntários (professores, dirigentes) nas US com 50 mil seniores/alunos? Como seria o dia-a-dia desta "juventude" a prolongar nas idades, entre 80, 90, 100 e mais anos?
O conceito de idoso está a mudar. O futuro dos seniores começa a ser um desafio! A designação errada de "idoso", "velho", "terceira idade", só tem aceitação para quem não tem a "velhice" no coração.
A US de Torres Vedras revela-se importantíssima na ocupação dos tempos livres dos seniores. Partilhar conhecimentos, descobrir e aprofundar o saber, desde as novas tecnologias, ciências sociais, línguas, artes, saúde, ginástica, etc. é não só contribuir para a dignificação do primado da pessoa humana como confortar e valorizar o património intrínseco.
O futuro dos seniores deixou de ter "anos de vida"! A Universidade Sénior de Torres Vedras e o país, no seu todo, sabem o que o envelhecimento activo é o melhor antídoto contra o estado decrépito da idade avançada. Há um novo viver e um novo olhar dos seniores sobre o mundo.
Os seniores querem saber, querem estar bem informados (não é por acaso que a disciplina das US com mais alunos é a informática), querem mais notícias, querem ser ouvidos e querem ser ser participantes activos nas mudanças que se operam na sociedade. A Universidade Sénior de Torres Vedras acolhe todos estes sentimentos. 
João Gouveia       



    

1 comentário:

Moedas Duarte disse...

Regressado à nossa US, li com muito agrado e, até, alguma surpresa, os números que aqui refere. De facto, as US são hoje uma realidade cultural de grande projecção e significado e a AUTITV é já um ponto de referência neste universo.

Dentro de algum tempo lá estaremos de novo, prontos a iniciar novo ano.
Até lá, um grande abraço de estima e gratidão à Direcção e a todos os companheiros de jornada.