12/05/2022

Comemoração do XIX Aniversário_Agenda Cultural



Comemoração do XIX Aniversário_Convite



 

Comemoração do XIX Aniversário_6 de Junho - Abertura da exposição e Bolo de Aniversário

 




Comemoração do XIX Aniversário_6 de Junho - Missa

 


Traje do Coro

Indumentária a usar pelos coralistas na festa do dia 6 de Junho.

Senhoras:
Calça preta e blusa branca. Écharpe amarela e sapatos pretos.

Homens:
Fato preto, camisa branca e gravata amarela.

Comemoração do XIX Aniversário_7 a 15 de Junho - Exposição de Artes

 


Comemoração do XIX Aniversário_7 de Junho


 

Comemoração do XIX Aniversário_8 de Junho


CAROS COLEGAS

Como o nome indica, a tertúlia é, na sua essência, uma reunião de amigos, familiares ou simplesmente frequentadores de um local, que se reúnem de forma mais ou menos regular, para discutir vários temas e assuntos, especialmente os literários. e neste caso Poemas e Cantigas.

Deste modo, convida-se todos os que têm prazer em e de improviso, preencher o tempo destinado a tal evento. Sendo que, não há entradas pré programadas na actuação, nem pode exceder uma única intervenção.

Bem hajam!
A Presidente

Comemoração do XIX Aniversário_9 de Junho

 


Comemoração do XIX Aniversário_13 de Junho

 




Comemoração do XIX Aniversário_14 de Junho

 


Comemoração do XIX Aniversário_15 de Junho


 

03/05/2022

ECOS de PESSOA s s s s s s s

Na passada quinta-feira, dia 28 de Abril de 2022, às 15 horas, a Professora Odete Bento, conseguiu um feito muito especial. Organizou um encontro na Brasileira, no Chiado, ,entre Fernando Pessoa, Bernardo Soares, Alberto Caeiro, Ricardo Reis e Álvaro de Campos. Descemos o eterno Chiado que existe na nossa memória colectiva, quanto mais não seja.
Fernando Pessoa desce o Chiado, do seu tempo e encontra Bernardo Soares, a sua sombra. Nesse encontro somos remetidos para a beleza de Lisboa que ninguém consegue conhecer a menos que a luz de Lisboa se tenha alguma vez inscrito na sua alma. Existe a saudade, o fado e a solidão. Coisas da alma a que Lisboa empresta a sua luz.
A alma tem, de facto, coisas que não se conhecem mas que se sentem e recordam. Bernardo Soares encanta-nos com o seu Desassossego, onde se sonha e nem sempre, se consegue mais do que isso. Soares apresenta-nos o poeta. A música, o fado, a luz, a saudade parecem-nos tangíveis mas depois não o são. Talvez resida aqui a beleza da alma – sentir e não chegar a lado nenhum.
Já na Brasileira, Pessoa desmultiplica-se nos seus heterónimos.
À volta da mesa de café, Alberto Caeiro, invoca a música da alma que é acompanhada pelo vento. O vento só passa da mesma forma e no mesmo lugar, uma vez. Bernardo Soares interpela Alberto Caeiro referindo-se à sua qualidade de “guardador de rebanhos”, sendo o vento que passa, que passou e vai passar oura vez. Esse vento intangível que traz memória e saudade do que nunca foi.
Álvaro de Campos, na sua Ode Marítima refere a música que o embala na viagem e que lhe permite recordar a infância de forma saudosa, onde não se volta, como o vento que passa só uma vez. A infância é um “boneco partido” onde só se volta viajando na memória, enquanto existe memória.
Ricardo Reis responde a Alberto Caeiro, fazendo uso da noção do tempo. O tempo passa e também este, só passa uma vez. Assim, há que aproveitar o momento da sua passagem. Carpe Diem projecta-nos para a vivência do momento presente: o aqui e o agora. Na sua Ode Horaciana diz que o “pouco que nos dado” só se pode viver no momento que é fugaz e constituído por tempo e vento que passam só uma vez.
Bernardo Soares centra-se no acto de escrever, como forma de esquecer. Segundo ele, a literatura permite que ignoremos a vida. O romance, o drama, a história, o poema são formas de simular a vida, de expressar ideias ou sentimentos numa linguagem que ninguém emprega.
Referindo-se aos múltiplos “eus” que vivem em si, Fernando Pessoa afirma que escrever é , de facto forma de esquecer mas que recordar é viver.
Uma Senhora que se encontrava no Público entregou uma carta de admiração a Fernando Pessoa, na qual afirmava que ele afinal não era louco. É muito fácil apelidarmos de “loucos” aqueles que não entendemos, em cujos “mocassins” nunca andamos. A carta expressa o orgulho em Fernando Pessoa que anda pelo mundo, português
Pessoa agradece a carta que lhe foi entregue e afirmou que “o poeta é um fingidor”.
Fernando Pessoa é também interpelado relativamente às suas cartas dirigidas a Ofélia. A questão fá-lo sentir-se envergonhado e diz que todas as cartas de amor são ridículas mas mais ridículas ainda, são as pessoas que nunca as escreveram. Segundo Pessoa, o amor escrito, faz surgir o ridículo nos seres humanos mas isso também é um sentimento delicioso.
Já perto do fim do encontro na Brasileira, Pessoa fala uma vez mais da infância que recorda. O sino da sua aldeia faz com que o passado se esvaneça e surja a saudade desse mesmo passado.
Mais uma vez, Ricardo Reis intervém para dizer que o “destino” é cumprido e desejado, por cada um de forma singular e única, dadas as circunstâncias da vida de cada um. Nem sempre o que se deseja se cumpre, nem o que se cumpre, se deseja. Enfim!

Caeiro põe fim ao encontro afirmando que “pensar incomoda”. Ser poeta não é sua ambição, mas apenas a forma de estar sozinho. Talvez o seu destino…

Foi um momento - de destino, saudade, rio Tejo, Chiado, Brasileira, iluminado pela luz e cheiro de Lisboa, onde a condição humana esteve muito presente.
O mais surpreendente foi que tudo isto aconteceu numa sala de trabalho da AUTITV, em Torres Vedras.
Todos fomos unânimes que nada disto teria acontecido se não fosse o extraordinário emprenho e orientação da Dra. Odete Bento, com quem é um prazer imenso aprender.
Usufruímos, no final, das amáveis palavras de reconhecimento e apreciação da Dra. Dulce Geraldes, na qualidade de Presidente da Direcção da AUTITV.


Assim terminou o início da tarde do dia 28 de Abril de 2022, na AUTITV, em Torres Vedras.
Orientação: Professora ODETE BENTO

Participantes: Por ordem na qual intervieram

Fernando Pessoa – MANUEL RATO

Bernardo Soares – RUI BARATA

Alberto Caeiro – MANUELA BRAGA

Álvaro de Campos – TERESA SARZEDAS

Ricardo Reis – PAULA PAGE

Trovador – MANUEL TEIXEIRA

Senhora do Público – MARIA GRACINDA BARATA

Paula Page

29/04/2022

Visita de Estudo ao Arquivo Municipal de Torres Vedras

A disciplina de Genealogia, no passado dia 27 de Abril do corrente ano, organizou uma visita de Estudo, ao Arquivo Municipal de Torres Vedras englobando as aulas de Genealogia I e II, aproveitando o espaço utilizado no mesmo dia e
horário praticado pela respectiva disciplina.
Entendeu-se que seria uma forma de dar uma aula no exterior de carácter diferente com recurso a meios diferenciados contactando com outras documentações e recursos não digitalizados e habituais a quem
tem interesse em conhecer a História da sua família, a História Local onde os seus antepassados viveram e consequentemente a História de Portugal.
Pretendeu-se assim transmitir, sensibilizar e tomar contacto com um veículo poderoso de auxílio à investigação da Genealogia e sobretudo tomar conhecimento de outros meios que estão à disposição, quando os mais tradicionais se encontram na fase de impasse e esgotados em pesquisas pessoais.
Face á panóplia de acervo do Arquivo Municipal de Torres Vedras, os proveitos, como foi salientado pela Dra. Paula Correia da Silva, coordenadora neste Arquivo e nossa anfitriã nesta incursão, não se podem resumir só em dossiers Genealógicos ou de cariz Históricos, mas também todo um potencial dos mais variados serviços aos Munícipes, nomeando concretamente todo o trabalho ali executado, desde a recepção da vasta documentação Municipal, a sua expurgação, essencial para a não contaminação do acervo existente, catalogação, digitalização e finalização arquivística.
Houve a preocupação do Arquivo e para nos sentirmos mais familiarizados com a matéria que investigamos e que consultamos, colocar-nos à disposição várias Fontes Genealógicas como por exemplo os Testamentos Cerrados, Legados Pios, Róis de Confessados de Santa Maria do Castelo e São Miguel, sempre com grande interesse e um Livro de Expostos com os respectivos sinais, o que transmitiu uma informação muito íntima e clara de todo o ritual em que se envolvia a entrega do abandonado ou deixado na Roda. Neste particular o caso curioso de uma mãe que deixou o filho na Roda, fazendo acompanhar com ele determinados sinais de identificação, que permitiu haver o reencontro entre os dois mais tarde e para alegria familiar. Digamos no que diz respeito a este particular que tivemos o ensejo e a rara oportunidade de constactar o ciclo dos expostos, com um final feliz.
Fundamentalmente contactou-se com um acervo palpável, com o que o mesmo nos pode oferecer e sobretudo o enriquecimento dos nossos conhecimentos.
Tudo decorreu como estava delineado, tendo havido franca participação dos alunos, quase que poderemos salientar que redundou em uma genuína aula prática de Genealogia.

Adolfo Conceição

João de Barros_Um poeta e pedagogo que amava a praia de Santa Cruz_12 de Maio

28/04/2022

Aula exterior de Oficina da Fotografia

O professor e os alunos da aula de fotografia, combinaram que a 1ª aula do 3º trimestre, a 20 de Abril de 2022, seria ao ar livre. O local escolhido, "democraticamente", foi uma visita ao "Alto dos Moinhos", próximo da Aldeia do Penedo, na freguesia de Runa. Tem uma vista espetacular em todas as direções. Avistam-se várias aldeias, quintas e casais e apesar das fortes rajadas de vento de que fomos presenteados ainda deu para pormos em prática a nossa capacidade fotográfica e também a das nossas máquinas. Foi uma aula em contacto com a Natureza, mas cheia de vida, boa disposição e com vontade de programarmos uma nova aula ao ar livre. 

Bem haja Professor Lourenço e coragem para continuar.     

Ludovina Ferreira

27/04/2022

Visita à Igreja da Freiria - 23 de Maio de 2022




 

Encontro de Grupos Musicais das Universidades Seniores do Oeste - Benedita

No dia 26 de abril de 2022, realizou-se no Centro Cultural Gonçalves Sapinho, na Benedita, o Encontro de Grupos Musicais das Universidades Seniores do Oeste.
O evento foi organizado pela Universidade Sénior da Benedita, comemorando o seu décimo sexto aniversário.
Participaram neste evento as Universidades Seniores de Peniche, Caldas da Rainha, Pataias, Marinha Grande, Rio Maior e Torres Vedras.
Foi um espetáculo maravilhoso, onde se verificou o empenhamento e o talento musical dos vários coros, tunas e turmas de cavaquinho.
Constatou-se a enorme confraternização e convívio entre os participantes.
Foi servido um magnífico lanche partilhado, nas instalações do Centro Comunitário da Benedita.
É de recordar que a Rede das Universidades Seniores do Oeste foi criada há uma década e é constituída por 9 instituições dos distritos de Leiria, Santarém e Lisboa.

Maria da Conceição Calhamar

22/04/2022

Ciclo de Cinema Italiano - Antonio Vivaldi – Un principe a Venezia - 5 de Maio de 2022


 

Concerto comemorativo do 25 de abril

Na tarde de 21 de abril, teve lugar nas instalações da AUTITV um concerto, no âmbito das Comemorações do 25 de abril, em que a literatura e a p
oesia nos chegaram através da música pela mão de Manuel Teixeira.
Autor, cantor e professor da Tuna, Manuel Teixeira abriu-nos um leque de Emoções e Memórias que preencheram a nossa Mente, proporcionando momentos únicos. Uma verdadeira viagem num espaço e tempo de Liberdade.
A Direção, regozijada, apresenta os Parabéns e agradece pela qualidade e organização deste evento.
Muito obrigada e Bem Haja

Maria Parreirinha

20/04/2022

Encontro de Poesia das Universidades Seniores do Oeste / II Concurso de Poesia Mário Rui Sousa


É com orgulho e satisfação que damos conhecimento que Maria Teresa Sarzedas participou no II Concurso de Poesia Mário Rui Sousa, com o tema Florescer e obteve o 2º lugar na categoria “Público Adulto” com o seguinte poema, de sua autoria:



MUNDO NOVO

Sonhou a semente

Ser independente, poder voar

Ser mais feliz

Que uma raiz presa ao lugar.

E a convite do vento

Num dado momento deixou-se levar…

Mas onde estão os prados, as flores a acenar

Jardins encantados

Que julgou encontrar?

Só cheiro a queimado pairava no ar…

O Mundo sonhado

Pedia cuidado, estava a chorar.



Procurou caminho para um ninho

E pediu ao vento lhe trouxesse alento

P’ra de novo sonhar

E um montão de sementes, alegres, contentes,

Voou p´ra ajudar.

E o futuro chegou em flor

Cobriu a Terra de cor

E o milagre aconteceu

O MUNDO RENASCEU!!


Realizou-se a entrega dos prémios do II Concurso de Poesia Poesia Mário Rui Sousa, no Encontro de Poesia das Universidades Seniores do Oeste que teve lugar no no Teatro ( Marinha Grande), a 19 de Abril. Esteve presente a premiada Maria Teresa Sarzedas que, além de receber o prémio, declamou o poema.

A AUTITV congratula-se com a participação e prémio atribuído. Parabéns.

Encontro de Grupos Musicais_Universidades Seniores do Oeste - 26 de Abril

 


Actuação do grupo de Cantares Tradicionais da AUTITV

Partida - 12h45 (junto à estação dos caminhos de ferro)

Estão abertas inscrições para os sócios da AUTITV que pretendam acompanhar o grupo.

Inscrições na Secretaria mediante o pagamento de 10,00 €

04/04/2022

“Árvore das Palavras”

Foi com grande entusiasmo que o Grupo de Teatro da AUTITV apresentou, no passado dia 1 de Abril, a peça “Árvore das Palavras” a partir de um texto original, imaginado e escrito pelas suas coordenadoras, em cujo guião leve e fantasioso foi abordado o tema Linguagem onde a Palavra é tantas vezes maltratada.
Num cenário simples que nos proporcionou um palco, ousámos conduzir a imaginação do espectador à surpresa de um Museu da Palavra e a uma Feira que vendia Palavras apregoadas com gestos alegres e coloridos.
Terminámos com uma canção enquadrada na simplicidade da peça, enquanto o público ia recebendo uma recordação escrita do nosso afecto.
Sentimos nas palmas os mimos por toda a magia e humor que tentámos transmitir, e também as desculpas para os enganos que sempre acontecem a quem tão pouco tempo tem para se preparar.
Termino este texto lançando a mesma poderosa exclamação que usámos no final da peça:

VIVA O TEATRO!!

Teresa Sarzedas

01/04/2022

Feliz Páscoa

Férias da Páscoa - 4 a 19 de Abril, inclusive.
 


Visita à Casa Fernando Pessoa

A turma de Literatura foi, em visita de  estudo, à Casa de Fernando Pessoa, em Lisboa, no dia 31 de Março de 2022.

Ao conhecimento já adquirido em aula, foi acrescentado Saber, transmitido com segurança e simpatia pela guia Sr.ª D. Andreia Almeida.

Voltámos mais cultivados e animados por tão agradável tarde de convívio que terminou "obrigatoriamente" no Martinho da Arcada.

Gratidão e Amizade, Odete Bento.

27/03/2022

Participação do Coro da AUTITV no Concerto Comemorativo do 30º Aniversário do Coro Juvenil da Cidade de Torres Vedras- Associação C.J.C.T.V.

Naquele fim de tarde de 26 de Março de 2022, nos Claustros do Convento da Graça em Torres Vedras, foi com enorme prazer que apresentámos o concerto comemorativo do 30º aniversário do Coro Juvenil da Cidade de Torres Vedras- Associação C.J.C.T.V., representado pelo Coro Juvenil e Coro Infantil da Cidade de Torres Vedras, o Melody Ensemble, tendo como convidados, o Coro da AUTITV, antigos cantores, um grupo de jovens do Say Yes e o ensemble instrumental CJJ.

Um concerto intergeracional único, envolto em música, em emoções, em poesia e em homenagens, que ficarão para sempre guardadas nas memórias do muito público presente.

À Dr.ª Helena Martins, vereadora na Câmara Municipal de Torres Vedras e responsável pela criação oficial, em 1992, do Coro Infantil da Cidade de Torres Vedras, foi entregue o diploma de Sócio Honorário de “Percurso de vida”, bem como à professora Maria do Espírito Santo Miranda também autora e declamadora dos poemas: “Tempo Novo” e “Prece”.

As homenagens estenderam-se também ao povo ucraniano e a todos aqueles que não temem pela procura da liberdade e da paz, cantando Halleluia, Dona Nobis Pacem e, em estreia absoluta, o Hino do Say Yes: “Dar o Melhor de Nós”.

Agradecemos ao Jornal Badaladas, a todos aqueles que ao longo de três décadas têm tornado possível os caminhos com que construímos os nossos sonhos e a participação e empenho dos convidados.


Filomena Calado
 Direção Artística

21/03/2022

Faleceu a sócia Maria Belmira Claro Dias


É com enorme pesar que a AUTITV comunica o falecimento, no dia 20 de Março de 2022, da sócia Maria Belmira Claro Dias.

As cerimónias fúnebres realizam-se na Capela de São João, no dia 21 de Março, entre as 09h30 e as 11h00, seguindo-se o funeral para o Crematório de Barcarena.

A Direção da AUTITV manifesta sentidas condolências à família.


15/03/2022

Visita de estudo à Universidade Sénior de Torres Vedras (AUTITV)

Realizou-se, no dia 8 de Março, uma visita de estudo à AUTITV dos alunos do 12º ano do Curso Profissional de Técnico Auxiliar de Saúde acompanhados pela prof. Isabel Esteves, que escreveu o seguinte artigo sobre a visita:


A turma do 12º ano do Curso Profissional de Técnico Auxiliar de Saúde da Escola Secundária Henriques Nogueira realizou no passado dia 8 de março de 2022 uma visita de estudo à Universidade Sénior de Torres Vedras. Fomos muito bem recebidas pela Dra. Conceição Calhamar que nos explicou, em termos gerais, o funcionamento da instituição, deu a conhecer as suas instalações e acompanhou-nos na visita às aulas que estavam a decorrer no momento da visita: Pintura Acrílica, Oficina de Papel e Inglês. A propósito da data, 8 de março, Dia Internacional da Mulher, a nossa anfitriã declamou um poema, da sua autoria, homenageando as mulheres em geral e em particular a mulher ucraniana que tanto tem sofrido nesta guerra desigual contra um inimigo poderoso e implacável. Durante a visita foi comentado que habitualmente a população associa o envelhecimento, inevitavelmente, a experiências negativas, de doença, pessoas incapazes e infelizes. No contraponto a esta imagem, a Universidade Sénior defende que a “qualidade de vida”, ou seja, a saúde física e mental, uma boa integração familiar e social e a participação ativa na sociedade é também um ensejo das pessoas com 65 ou mais anos. Também é convicção desta turma que os “jovens há mais tempo” têm muito para nos ensinar, seja pela experiência vivida seja pela sabedoria que acumularam ao longo da sua vida e que a sociedade só pode ficar mais enriquecida quando valorizamos o contributo de todos, dando igualdade de oportunidades e combatendo a exclusão social. Resta-nos agradecer a hospitalidade da AUTITV e particularmente da Dra. Conceição Calhamar e desejar que continuem a desempenhar o seu papel insubstituível na criação de uma sociedade mais “amiga” do idoso.

II Concurso de Poesia Mário Rui Sousa