21/05/2019

Concerto "Tempos Modernos" - Orquestra Gulbenkian - 17 de Maio

Mais uma vez o Professor Joaquim Travanca, levou um grupo de alunos da AUTITV a assistir a um espetáculo no Grande Auditório da Gulbenkian. 
Este fabuloso espetáculo foi o filme “mudo” Tempos Modernos de Charlie Chaplin do ano 1936, com acompanhamento musical da Orquestra Gulbenkian dirigida pelo maestro Timothy Brock. 
Todos ficamos maravilhados e bem dispostos com o bem humorado filme e com o magnífico acompanhamento musical. 
À AUTITV e ao Professor Joaquim Travanca expressamos o nosso agradecimento por mais este agradável momento.

José Luís de Figueiredo

15/05/2019

Encontro de Grupos Musicais das U. S. do Oeste na Benedita


No dia 14 de Maio de 2019, o grupo de Violas da AUTITV, participou no Encontro de Grupos Musicais das Universidades Seniores do Oeste, na Benedita.
O encontro iniciou às 14h30 no Centro Cultural Gonçalves Sapinho, onde todos os participantes e acompanhantes das oito Universidades Séniores (Benedita, Caldas da Rainha, Alfeizerão, Torres Vedras, Rio Maior, Alcobaça e Nazaré), que iam actuar, foram recebidos pela Presidente da Junta de Freguesia da Benedita - D. Maria de Lurdes Pedro; pela Presidente da Universidade Sénior anfitriã - D. Pilar e pela professora Jacinta, da mesma U. S., que fez uma detalhada apresentação de todos os grupos participantes. 
O nosso grupo de Violas apresentou vários temas do seu vasto reportório, que foram muito bem interpretados e aplaudidos de pé por toda a assistência.
No final, houve um lanche repleto de boas iguarias que nos deixou duplamente satisfeitos. 
Os professores do grupo de Violas, Horácio Conde e Luís Sobreiro, estão de Parabéns pelo bom desempenho do grupo. 

Ludovina Ferreira 

06/05/2019

Viagem à Rússia

No período compreendido entre 25 de Abril e 1 de Maio, de 2019, a AUTITV viajou até à Rússia.
O sócio/aluno José Luis Figueiredo, participou na viagem e fez a seguinte "reportagem":


Este ano a AUTITV proporcionou a 29 alunos e associados uma viagem a duas belíssimas cidades Russas, São Petersburgo e Moscovo.
Iniciámos a nossa visita em São Petersburgo que deslumbrou todos os participantes com os seus esplendorosos palácios Peterhof e Catarina, que ostentam riqueza incalculável em pedras e metais preciosos. No exterior do Peterhof os jardins enterneceram todos os participantes com tanta Arte e Beleza das suas Fontes, Cascatas, Estátuas, Canais e Chafarizes.

No dia seguinte visitámos algumas Catedrais Ortodoxas, destacando-se Santo Isaac e Salvador Senhor do Sangue Derramado. Estivemos na Fortaleza São Pedro e São Paulo, no Almirantado e observámos muitos outros Palácios. 


Obrigatoriamente fomos ao Hermitage, este museu alberga inúmeras colecções de obras de Arte que pedem bastante mais tempo para serem apreciadas.

Entretanto chegou a hora de partir para Moscovo. 
Com pena de dizer adeus a esta cidade, mas partimos...



Moscovo cidade capital, surpreendeu logo à chegada todo o grupo. Era difícil acreditar que estávamos numa cidade que abandonou um regime político totalitarista há menos de trinta anos. 



Nesta cidade tudo é grande e belo, muitos edifícios de construção moderna e muitos grandes e luxuosos hotéis com invulgar capacidade de alojamento. Aconteceu que o grupo ficou tão focado no que tinha na presença que colocou São Petersburgo para mais tarde recordar.

 Iniciámos as nossas visitas no Kremlin, Praça Vermelha e Catedral de São Basílio, locais que apaixonam o ser mais insensível pela sua beleza e significado histórico. 
No grande Palácio do Kremlin está o museu de Armaria com monumental acervo de colecções de obras de Arte, Insígnias Imperiais e os lendários ovos de Fabergê.
 
As principais avenidas de Moscovo têm por vezes 4 faixas de rodagem para cada sentido, normalmente preenchidas com muitos carros de gama alta e recentes. Tudo com muito espaço e ao contrário de São Petersburgo, o uso pedonal é menos intenso. 

No dia seguinte fomos para o Metropolitano e ali encontrámos estações que são autênticas galerias de Arte. As linhas existentes são maciçamente utilizadas. O tempo de espera pela próxima composição é de 60 segundos, justificando assim que as pessoas passem parte do dia no subterrâneo “Moscovitas” é o termo utilizado.









No exterior visitámos o grandioso parque de Exposições, assim como nas proximidades a imponente obra escultórica do Operário e da Camponesa e ainda a avenida e jardim dos Cosmonautas.

Observámos conjuntos arquitectónicos de meados do século XX, tais como Ministério dos Negócios Estrangeiros, na praça Smolénskaia, Edifício principal da Universidade Estatal de Moscovo nas colinas Vorobiévskie que não deixam ninguém indiferente.




Estivemos no monumento memorial da segunda Guerra Mundial e Museu, cuja sumptuosidade impressiona.



Fomos brindados na última noite com um cruzeiro no rio Moscovo onde jantámos a bordo e simultaneamente observámos o deslumbrante panorama com os edifícios iluminados e ornamentações criadas para o efeito, proporcionando um momento muito agradável. 

Na Rússia o que foi possível observar foi muito e bom para poder comentar. 
Certamente existem outros aspectos menos positivos, mas a esses não acedemos, o tempo foi curto, mal chegou para contemplar o presenciado.

As condições meteorológicas foram excelentes, os guias Russos são de um profissionalismo irrepreensível, com particular destaque para a Dária de São Petersburgo e a AUTITV esteve muito bem na escolha do destino que nos voltou a enriquecer. 
Ao grupo que teve um comportamento exemplar e a todos os intervenientes, um Bem Haja.

(José Luís de Figueiredo)

17/04/2019

Elvas - Badajoz - Olivença - 29 e 30 de Maio


Actuação dos Grupos de Teatro e Cantares Tradicionais no Teatro Cine de Torres Vedras - 28 de Maio


Viagem aos Picos da Europa - 18 a 22 de Maio


Fundação Calouste Gulbenkian - Concerto: Tempos Modernos - 17 de Maio

 

Vendas Novas - 16 de Maio


Encontro de Grupos Musicais das Universidades Seniores do Oeste na Benedita - 14 de Maio


Rota Cister - Lamego - 11 a 13 de Maio


Documentário sobre o Museu do Papel - 10 de Maio


Palestra - Avieiros, os nómadas do rio - Prof. Joaquim Moedas Duarte - 9 de Maio


Fórum das Associações de Torres Vedras - AUTITV - 4 de Maio


Aula Aberta de Pilates - 2 de Maio


Concerto no Centro Cultural de Belém: A Paixão - Coro e Orquestra Gulbenkian

No dia 16 de Abril de 2019, pelas 18 horas, um grupo de alunos da Universidade Sénior de Torres Vedras, dirigiu-se ao Centro Cultural de Belém para assistir a um concerto sobre "A Paixão segundo o Evangelho de São Mateus" interpretado pelo coro e orquestra da Gulbenkian, dirigido pelo Maestro Michel Corboz, baseado na majestosa oratória que J. S. Bach consagrou ao sofrimento e à morte de Cristo.
Foi um espectáculo musical e coral ímpar, acompanhado com representações em palco, por artistas do Teatro de Romeo Castellucci que levaram para cena, objectos de todos os dias. Coisas grandes, pequenas, pessoas, matérias, reacções químicas, tudo isto aparece em palco numa sucessão de acontecimentos relacionados com as estações da paixão.
Foi um espectáculo em que não se dá pelas horas passarem e estamos sempre à espera de mais e mais ...
Estamos todos muito gratos ao professor José Travanca por nos proporcionar momentos fantásticos duma elevada dimensão cultural.
Um muito obrigada e continue connosco na AUTITV.

Ludovina Ferreira

10/04/2019

Passeio da AUTITV no Alto Alentejo


Nos dias 7 e 8 de Abril de 2019, um grupo de cerca de 30 elementos da AUTITV fez um passeio ao Alto Alentejo que teve com objectivo principal o contacto com a natureza e o nosso património histórico. 

No primeiro dia saímos de Torres Vedras em direção a praia fluvial do Alamal no concelho de Gavião, num dia cinzento e chuvoso que ainda assim não nos desanimou. Caminhámos no passadiço do Alamal com o imponente castelo de Belver sempre a observar-nos, altaneiro, da outra margem do Tejo. O chuvisco impediu-nos de fazer um pequeno cruzeiro no rio, mas desfrutámos de um excelente almoço de peixinhos do rio no restaurante da praia fluvial. A seguir, visitámos o castelo de Belver, um dos mais completos castelos da arquitectura militar medieval portuguesa. 

Castelo de Vide, denominada a “Sintra do Alentejo” pelo rei D. Pedro V, foi a paragem seguinte. Ai, encontrámos um guia apaixonado pela sua cidade e um profundo conhecedor da história da importante comunidade judaica que se instalou nessas vilas fronteiriças do Alto Alentejo depois da expulsão de Espanha em 1492 pelos reis Católicos. 

Passámos a noite em Alpalhão, pequena vila típica alentejana. 
No dia seguinte, a caminho de Marvão, subimos à Ermida da Nossa Senhora da Penha, sobranceira à bonita vila de Castelo de Vide; dai pudemos desfrutar de uma magnífica vista panorâmica sobre toda a paisagem envolvente. O esforço valeu a pena! 
Em Marvão, uma das mais belas vilas fortificadas do Alentejo, situada em pleno parque natural da Serra de São Mamede no topo da serra do Sapoio, percorremos as ruas de calçadas estreitas e íngremes até o castelo do século XIII que domina toda a região. 
À tarde, visitámos o Fluviário de Mora dedicado aos ecossistemas de água doce, situado no Parque Ecológico do Gameiro. 
A caminhada no passadiço do Cabeção, num fim de tarde quente e soalheiro, sempre ao longo do rio Raia, foi o ponto final deste passeio que privilegiou o contacto com a natureza. 


(Alcinda Leal e Christiane Boeckx-Bray)








09/04/2019

Feliz Páscoa

Férias da Páscoa - 5 a 22 de Abril, inclusive.