19/10/2014

Mãos à obra....!!!


Decorrida uma semana após a abertura do ano lectivo 2014/2015, da Universidade Sénior de Torres Vedras, estão ainda por concluir as obras do novo espaço (contíguo às actuais instalações), o que tem dificultado um pouco o normal funcionamento das aulas de algumas disciplinas...
Contudo, e depois de alguma expectativa sobre o andamento dos trabalhos, ontem, finalmente, já foi possível preparar uma pequena sala destinada às aulas de informática, que terão início, amanhã, dia 20 de Outubro de 2014.
Assim, alguns séniores cheios de boa vontade (alunos e professores), não deixaram os seus créditos por mãos alheias e, durante mais de 12 horas, deitaram mãos à obra...


Fez-se de tudo...!!!










Desde, trabalho de limpeza de obra a trabalhos de instalação eléctrica, passando pelo transporte e montagem de mobiliário e equipamento informático, nada ficou por fazer...!!!


Eis o resultado final.....


15/10/2014

Abertura do ano lectivo 2014/2015...

Novo ano já começou 


O ano lectivo 2014-2015 na AUTITV (Universidade Sénior de Torres Vedras) regista os seguintes dados: 847 sócios, 326 alunos, entre estes, 52 seniores/novatos (caloiros). No que concerne a novos alunos há sempre a possibilidade de mais inscrições ao longo do ano. Tais números expressam bem a inquestionável boa aceitação que a AUTITV desfruta na sociedade sénior do concelho de Torres Vedras como também no País.

Na cerimónia de abertura do novo ano, a presidente da direcção, Maria Manuela Estêvão, proferiu palavras de saudação a todos os presentes, deu a conhecer, em síntese, o passado e presente da instituição, tributando reconhecimento aos que continuam a frequentar a universidade, aos professores-voluntários e palavras de boas-vindas aos seniores que acabam de chegar, tendo sido apresentado um filme que pôs em destaque as actividades desenvolvidas durante o ano lectivo transacto.

A mesa de honra foi presidida por Manuela Estêvão, estando a seu lado os demais membros da direcção da AUTITV. O presidente da Assembleia-Geral, Alberto Avelino, cuja presença e intervenção são referências para todos, não pôde estar presente.
 



A sessão terminou com um musical a cargo do grupo de violas da universidade, cuja actuação foi muito aplaudida, seguindo-se a entrega de lembranças aos novos alunos,  culminando com um Porto de Honra. 

BOM ANO PARA TODOS

05/07/2014

A Direcção da AUTITV agradece.....!!!


A professora Ermelinda Sousa Lopes, tem vindo a colaborar com a AUTITV - Associação para a Universidade da Terceira Idade de Torres Vedras, desde a sua fundação, nas áreas de pintura em aguarela, bordados, tapeçaria, cerâmica (Olaria / Modelação e Azulejaria), áreas onde, com enorme empenho e dedicação, desenvolveu um excelente trabalho durante onze anos....

Por motivos de ordem pessoal, não lhe é possível continuar e todos vamos sentir a sua falta....!!!

Na passada semana, a Direcção despediu-se da Professora Ermelinda Sousa Lopes, e, uma vez mais, num gesto de carinho e dedicação, esta ofereceu à Universidade um conjunto de bonitos trabalhos executados por ela e por alguns alunos, os quais servirão para a AUTITV presentear outras Universidades ou Instituições (enquanto anfritriã ou convidada) e que ficarão como uma recordação da sua passagem por esta Universidade....!!!


A Direcção da AUTITV deseja-lhe as maiores felicidades e sucesso ao nível pessoal e profissional e mais uma vez agradece a sua colaboração desde o primeiro instante...!!!

22/06/2014

Piquenique no Moinho do Cuco...


A Professora da Disciplina de "História Local", Drª Rita Sarreira, propôs aos seus alunos finalizar este ano lectivo com uma visita de estudo ao Parque Eólico.

Assim, foi a mesma agendada para o passado dia 17, aberta contudo a todos alunos que nela quisessem participar.

O Prof. Lourenço, da disciplina "Oficina da Fotografia", colaborou com a Drª Rita Sarreira na preparação desta visita, estabelecendo contactos com um técnico responsável (directamente ligado às questões relacionadas com o Parque Eólico) e documentou-se devidamente por forma a poder falar-nos, pormenorizadamente, de todos os aspectos que envolvem o funcionamento destes moinhos produtores de energia....
Foi efectivamente uma "aula" muito interessante que entusiasmou e prendeu a atenção de todos os participantes.

Mas a visita não ficou por aqui....!!!

Fazia todo o sentido estabelecer um paralelismo entre as novas tecnologias e o funcionamento dos velhos moinhos (hoje, praticamente inexistentes ou em ruínas).
E foi assim que os nossos colegas António Luis e esposa (proprietários de um desses velhos moinhos, mas que se encontra totalmente recuperado -"autêntico museu", digno de uma visita), puseram à disposição de todos nós, não só esse espaço maravilhoso para que o pudéssemos visitar e conhecer a tecnologia de uma época já tão distante, como também a sua casa (antiga casa do moleiro, actualmente recuperada com muito gosto), onde se realizou um maravilhoso piquenique e onde todo o grupo conviveu alegremente até ao pôr do sol.....(sim..., porque o António Luis fez questão que desfrutássemos das belíssimas paisagens que de lá se avistam e pudéssemos apreciar o pôr do sol junto ao seu moinho...!!! "O moinho do Cuco".

Foi um dia inesquecível......

Estão de parabéns:

A AUTITV por, uma vez mais, proporcionar aos seus alunos momentos tão especiais, não só de aprendizagem, mas também de agradável convívio;

Os professores das disciplinas de Historia Local e Fotografia;

Os colegas António Luis e esposa, proprietários do Moinho do Cuco, pela gentileza e simpatia com que nos receberam (aqui fica o nosso agradecimento);

Os professores do Grupo de Violas (Horácio Conde e Luis Sobreiro), que, com muita paciência e dedicação têm vindo a preparar algumas peças com os seus alunos e que, com a colaboração do colega acordeonista Joaquim-, abrilhantaram este piquenique;

E os alunos que, sempre muito animados e bem dispostos, participaram neste convívio.....

A todos, o nosso agradecimento!

21/06/2014

XIII Encontro Nacional das Universidades Séniores....



No dia 7 de Junho de 2014, quarenta universidades sénior e mais de mil e trezentos alunos reuniram-se em Grândola no encontro anual nacional.
O encontro teve início com um roteiro pela Vila Alentejana, tendo a AUTITV visitado, o edifício onde se encontra instalada a universidade anfitriã, a Igreja Matriz e também a Casa Frayões Metello, uma casa senhorial do Século XVIII, considerada uma das mais importantes casas nobres da Vila de Grândola. Ostenta na sua frontaria o brasão de armas de família (concedido a Francisco de Paula Frayão Metello). Ali visitámos a exposição Histórica Arqueológica de Grândola e a reconstituição de uma sala de aula do Ensino Primário de meados do Século XX.

Seguiu-se uma caminhada até ao Memorial 25 de Abril, onde o executivo municipal e a banda SMFOG deram as boas vindas aos participantes. No final desta recepção procedeu-se à passagem do testemunho à Universidade Sénior de Miranda do Corvo, que no próximo ano realizará o XIV encontro Nacional.

O almoço aos participantes foi servido em dois pavilhões do parque de feiras e exposições de Grândola, onde, após diversa animação com tunas, grupos corais e de danças, se efectuou o desfile das bandeiras de todas as universidades participantes.



20/06/2014

A terra e a gente - blog


Informamos que o nosso colega prof. José Luis Patricio, tem um blog muito interessante, que aconselhamos vivamente a visitarem. O endereço é o seguinte:




17/06/2014

Festa de aniversário da AUTITV......


No dia 4 de Junho de 2014, a AUTITV - Associação para a Universidade da Terceira Idade de Torres Vedras, comemorou o seu 11º aniversário....


Pelas 11,00 horas foi celebrada missa de Acção de Graças, na Igreja de S. Pedro, com a participação do grupo coral desta universidade, dirigido pela maestrina Fernanda Pinto.

Seguiu-se almoço convívio no Restaurante "Os Severianos", onde estiveram presentes alunos, professores, orgãos sociais e o Senhor Vice-Presidente da Câmara Municipal de Torres Vedras, Dr. Carlos Bernardes, num total de 135 pessoas.





A tarde foi de grande animação abrilhantada pela Tuna da AUTITV, pelos grupos das disciplinas de violas, danças latinas e de roda e ainda por diversos alunos que proporcionaram a todos quantos participaram nesta festa, bonitos momentos de poesia, de rábulas e até de fado....
                   
Album de fotografias do aniversário da AUTITV


Actuação do Grupo de Violas da AUTITV

16/06/2014

Viagem a França.......



No período compreendido entre 26 e 31 de Maio de 2014, a AUTITV - Associação para a Universidade da Terceira Idade de Torres Vedras, organizou uma visita de estudo ao Vale do Loire, Normandia e Paris, sob a orientação da professora da disciplina de francês, Christiane Boeckx.

Esta visita de estudo, além dos conhecimentos apreendidos no que se refere ao património histórico e cultural da região em apreço, proporcionou também momentos de descontracção e alegre convívio entre os participantes.
Foram efectuadas visitas a: Chevreuse, Chartres, Amboise, Chenonceu, Mont Saint Michel, Bayeu, Praias do Desembarque, Caen, Honfleur, Etretat, Rouen, Jumieges, Les Boucles de La Seine, Lyons-La Foret, Giverny e Paris.
Seguem-se algumas imagens de todos os locais visitados:

III Encontro das Universidades Séniores do Oeste....


No dia 21 de Maio de 2014 realizou-se na Nazaré o III Encontro das Universidades Séniores do Oeste, que, além da universidade anfitriã, contou com a participação das universidades de Alcobaça, Benedita, Caldas da Rainha, Peniche, Rio Maior e Torres Vedras.
Este encontro teve dois interessantes momentos, o primeiro deles no Cine-Teatro da Nazaré onde foram apresentadas pelas referidas universidades os seus grupos de teatro, dança, tunas e outros.
No segundo momento, e após este espectáculo de variedades, foi servido um lanche no Casino Salão de Festas da Nazaré, durante o qual todos os participantes tiveram oportunidade de estabelecer um alegre e animado convívio.




12/06/2014

EXPOSIÇÃO DE ARTES - ANO LECTIVO 2013/2014



Conforme amplamente anunciado, foi inaugurada no passado dia 5 de Junho, a EXPOSIÇÃO DE ARTES, da AUTITV.
Esta exposição reúne todo o trabalho efectuado pelos alunos das várias disciplinas, durante o ano lectivo que agora está a findar, estando expostos aqueles considerados os melhores, pelos próprios alunos. No caso da Fotografia os trabalhos foram avaliados segundo vários parâmetros ensinados e no final avaliados segundo a cotação obtida.
Estão expostos trabalhos de Fotografia, Estanho, Papel, Vestuário, Bordados,  Cerâmica, Pintura.
A inauguração foi mais um motivo de convívio para os Professores, Direcção, alunos, seus familiares e amigos e as instalações estavam repletas.
Actuou a Tuna da AUTITV, que interpretou canções do seu reportório.
Foi servido um pequeno lanche e oferecidas flores aos professores das disciplinas que fazem parte da exposição.
A Universidade estará aberta todos os dias das 10 às 18 horas, para quem quiser admirar os trabalhos expostos.

O seu encerramento ocorrerá no dia 13 de Junho próximo.




Exposição de Artes



Actuação da Tuna, no evento

11/06/2014

Vista ao Teatro D. Maria II, ao Arco da Rua Augusta e ao Lisboa Story Centre


No passado dia 2 de Junho a AUTITV efectuou uma visita ao Teatro D. Maria II, ao Arco da Rua Augusta e ao Lisboa Story Centre, como actividade da disciplina de História de Portugal.
Foi um passeio muito interessante, que incluiu um almoço livre e que serviu mais uma vez para o convívio alegre e bem disposto dos alunos da AUTITV.
 No Teatro D. Maria II, inaugurado em 1846, visitámos o seu belíssimo interior e apreciámos todo o ambiente próprio de uma sala de espectáculos daquela envergadura. 
A fachada principal é de grande beleza e ostenta, entre outros, a figura de Gil Vicente.


De seguida passámos pela Praça do Rossio (ou de D.Pedro IV), local que, além de ser uma das salas de visita da capital, é uma praça por onde sempre se passeia com agrado. A estátua de D.Pedro IV (de iniciativa de D. Maria II), foi inaugurada em 1870, tendo o lançamento da primeira pedra ocorrido em 1852.
A coluna central da Praça foi levantada em 1867 e tem 27,5 mts de altura. Na sua base estão quatro das qualidades reconhecidas a D.Pedro: Sabedoria, Força, Justiça e Moderação, representadas por quatro mulheres.

E chegámos ao Terreiro do Paço, um projecto de Eugénio dos Santos.
A estátua equestre de D. José tem 14 mts de altura e nela o rei é representado, à romana, montado a cavalo, pisando as serpentes e olhando o Tejo. O pedestal apresenta dois grupos alegóricos: A Fama e o Triunfo. Foi inaugurada em 1775. Na frente estão as armas reais e a esfinge em bronze do Marquês de Pombal, a qual foi retirada em 1777 e reposta por D.Maria II em 1833. Na parte posterior, virado para a rua Augusta, um baixo relevo representa a generosidade e empenho do monarca na reconstrução da cidade, após o terramoto.

O Arco da Rua Augusta, traduz a arte pombalina e neoclássica, tendo na parte superior esculturas que representam a Glória e o Valor. Na parte inferior, esculturas de Nuno Alvares Pereira, Vasco da Gama, Viriato e Marquês de Pombal. Na lateral esquerda, o rio Tejo e na lateral direita, o rio Douro, delimitando ambos a região onde os Lusitanos viveram.
No topo está escrito em latim: "As virtudes dos Maiores para que sirva a todos de ensinamento oferecido a expensas públicas".




Por ultimo o LISBOA STORY CENTRE.

É um centro interpretativo com dois pisos. No piso zero é proposta uma viagem no tempo e no espaço com relatos fiéis. O percurso é de seis núcleos fundamentais, onde se aborda o Rio, a Terra, o Mar, o Céu, os primórdios mitológicos, os colonizados, os conquistadores, as muralhas da antiga cidade, a Lisboa do século XVI, o Padre Voador, a Morte, a Política, o Terramoto de 1755, a cidade em ruínas, a visão de Pombal, a reconstrução da cidade e o Terreiro do Paço.

No 1º. Andar -Lisboa virtual- (maqueta interactiva), que representa o centro de Lisboa e que permite visualizar entre outros: o 25 de Abril, a implantação da Republica e a maqueta de Lisboa pré-pombalina.


10/06/2014

Visita ao Chalet da Condessa d'Edla, em Sintra


No passado dia 15 de Maio, efectuou-se a visita ao Chalet da Condessa d’Edla, no âmbito da disciplina de História de Portugal.
Antes de falar propriamente da visita, convém dar alguns tópicos sobre a Condessa d’Edla.
Era uma senhora de origem Suiça/Alemã tendo aos 12 anos ido viver para Boston. Foi muito dada às artes e letras, tendo acabado o curso em Paris.
Após a sua formação actuou no Scala de Milão e mais tarde no teatro de S.João no Porto, onde cantou “Um baile de Máscaras”, de Verdi.
Além de cantora e actriz, foi também escultora, ceramista, pintora, arquitecta, floricultora e falava fluentemente sete línguas.
Apaixonou-se por D.Fernando II aos 24 anos tendo casado em 1869, no Palácio de Benfica. Mais tarde recebeu o título de Condessa de Edla.
A este casal se deve o actual Património da Serra de Sintra – O Chalet com jardim romântico, o Castelo dos Mouros, o Palácio da Pena e o Parque.
O Chalet da Condessa d’Edla
D. Fernando II e sua esposa Condessa d’Edla, de seu nome Elise Hensler, foram, como atrás se disse, os construtores do Património edificado em Sintra, que nos dia de hoje é motivo de grande admiração por parte dos visitantes nacionais e estrangeiros.
O Chalet tem um jardim romântico, com flores e árvores de várias espécies, de uma beleza extraordinária. Localiza-se a poente do Palácio da Pena, tendo sido a Condessa a autora do desenho do edifício – a planta é rigorosamente simétrica, sendo rectangular no rés do chão e cruciforme no 1º. Andar. O exterior em alvenaria, imita tábuas de madeira encavalitadas.
No seu interior salientamos a cozinha, a escadaria de corrimão com torneados arábicos, o quarto da Condessa no 1º. Andar com uma pintura que imita renda, com fundo azul anil e a Sala das Heras.
O Jardim apresenta um magnifico caramanchão, carvalhos americanos, abetos, vale fértil da Feteira da Condessa, fetos arbóreos da Austrália e Nova Zelandia, criptomérias japonesas, canteiros de tufos de begónias, ciprestes do Buçaco e jardim de Joina e lagos.
Quando D. Fernando morre deixa à Condessa, em testamento, o Palácio da Pena, o Castelo dos Mouros e o Chalet. Após algumas mudanças de mãos, pertence actualmente ao Ministério da Agricultura.
A Condessa está sepultada no cemitério dos Prazeres, ornamentado com pedras vindas da Serra de Sintra.

25/05/2014

ROTEIRO FOTOGRÁFICO SÉNIOR “MARIA DO CAMPO” – GOLEGÃ

ROTEIRO FOTOGRÁFICO SÉNIOR “MARIA DO CAMPO” – GOLEGÃ

Pela terceira vez os alunos da Aula de Fotografia da AUTITV, a convite da Academia Sénior da Golegã, deslocaram-se a esta Vila Ribatejana, a fim de participarem no Roteiro Fotográfico acima referido, cujos locais obrigatórios a fotografar eram:

1-      Romaria a São Martinho
2-      Tema Livre (Lagoas/Cavalos, Equuspolis, Arte)

Após o acolhimento no Campus Misericórdia, o referido Roteiro teve inicio no Largo da Feira, onde desfilaram cavalos, éguas, charretes de um, dois e quatro cavalos com os seus donos vestidos a rigor e que mais tarde, após percorrerem as ruas da Vila,  se perfilaram frente à Igreja Matriz, onde teve lugar a cerimónia religiosa de benção dos cavalos, na presença do Andor de São Martinho e onde se deu inicio à Procissão /Romagem, que primeiramente se dirigiu ao Paul do Boquilobo, onde houve uma confraternização entre os participantes com um lanche para refazer forças e continuarmos a tirar fotos e posteriormente para a Lagoa de Alverca do Campo (Quinta Salvador), onde nos esperava um almoço piquenique.
De seguida teve lugar o ponto alto da Romaria, com a recepção a São Martinho na Lagoa da Alverca do Campo, contígua à referida Quinta, com o pequeno andor transportado por barco, remado por uma Senhora de 90 anos e acompanhado por dois barcos que  lhe faziam guarda de honra.
Foi realmente um acontecimento muito tocante.
Posteriormente os participantes dirigiram-se de novo à Santa Casa da Misericórdia, a fim de entregarem as fotografias exigidas para cada um dos temas obrigatórios.
Ainda de referir que alguns alunos da AUTITV que quiseram acompanharam o grupo que participou no Roteiro Fotográfico (mesmo não sendo alunos da aula de fotografia), tiveram oportunidade de se deslocar à Casa Estúdio Carlos Relvas, uma maravilha da fotografia que é sempre motivo para uma visita.
Foi mais um dia de excelente convívio, organizado pelo Professor da aula de fotografia da AUTITV, durante o qual se "viveu" a Festa da Expo-Égua, com almoço piquenique no meio da Romaria a São Martinho e dos inúmeros ali Romeiros ali presentes.


A visita ao Museu Municipal de Elvas, Dr. João Carpinteiro

No passado dia 8 de Maio, os alunos da aula de Fotografia, tiveram a oportunidade de assistir ao vivo no Museu Municipal da Fotografia de Elvas, à revelação de fotografias, a preto de branco, tal como antigamente, antes da era digital.
Foi uma visita organizada com muito carinho e entusiasmo pelo nosso professor e criteriosamente combinada com o responsável e fundador do Museu, Senhor Dr. João Carpinteiro.
Após a chegada ao Museu, iniciou-se o roteiro pela cidade de Elvas, (cuja elevação a cidade foi concedida por D., Manuel em 1573) acompanhados por jovens funcionários do Museu, a fim de serem fotografados, a preto e branco,  os locais mais importantes da cidade, nomeadamente a Muralha Fernandina, Praça da Republica, Igreja Matriz, Paços do Concelho, Aqueduto da Amoreira, Forte de Santa Luzia, Forte da Graça (obra prima da arquitectura militar a nivel mundial). Aliás, a cidade de Elvas, toda ela tem uma estrutura militar, influência que se respira nas suas ruas e se verifica no aspecto arquitectónico dos seus edifícios.
De seguida teve lugar o almoço onde estiveram presentes o senhor Dr. João Carpinteiro e os seus funcionários, no restaurante "A Coluna".
E voltamos ao Museu.
O Museu possui um Laboratório de Revelação e tratamento de imagem de forma química, tendo-nos sido possível assistir a todos os passos dados para a revelação de fotos em ambiente próprio, ou seja em camara escura, com aplicação dos químicos e todo o material fotográfico necessário.
Para isso tivemos a participação simpática dos jovens funcionários do referido Museu, que, com paciência e sabedoria,  explicaram aos participantes as várias fases da Revelação de imagens por forma química, um processo que foi usado até ao início dos anos 90.
O vídeo que se segue, apresenta apenas fotografias a preto e branco, fotos essas tiradas com uma máquina da época, na cidade de Elvas.
De salientar ainda que o Museu expõe nas suas instalações vário equipamento fotográfico do século passado, tais como máquinas panorâmicas, de fotografia aérea,  binoculares, camaras reflex e não reflex, camaras de estúdio à La Minute, camaras polaroid, camaras descartáveis (que eram oferecidas pela farinha amparo) e ainda vário material fotográfico, tais como chapas de vidro, flashes de magnésio, etc etc. , além duma pequena biblioteca vocacionada para a temática da fotografia, uma Sala de Historia de Fotografia, Sala do coleccionador e da colecção.
É uma visita que se recomenda aos amantes da fotografia.
O Senhor Dr. João Carpinteiro, mostrou-se ainda disponível e muito interessado, em expor nas instalações do seu Museu, fotografias dos alunos da nossa Universidade, facto que sensibilizou muito o nosso professor, pois, é com orgulho que vê a hipótese de uma exposição dos trabalhos dos seus alunos, fora do nosso concelho e num Museu credível e com muita visibilidade.

E já está a trabalhar nisso!


A visita à Assembleia da República.



No passado dia 21 de Abril, foi efectuada a Visita à Assembleia da Republica, no âmbito da disciplina da História de Portugal.
Todos sabemos onde é a Assembleia da República, para que serve, quem a usa e o que lá se decide. Todos sabemos isto.
O que nem todos sabem são os factos históricos a ela associados e que foram criteriosamente  explanados no folheto que nos serviu de apoio, durante a visita que fizemos, elaborado pela prof.  de História de Portugal, Dra. Rita Sarreira.
E diz o referido folheto:
“MOSTEIRO DE SÃO BENTO
Em 1572 foi criado o Mosteiro Beneditino de Nossa Senhora da Estrela, em 1581 foi decidido construir novo mosteiro e para isso foram adquiridas duas Quintas a Antão Martins e aos herdeiros de Luis Atler de Andrade.
A construção de novo mosteiro em estilo maneirista e barroco iniciou-se em 1598, com autorização do Cardeal  D.Henrique, de acordo com o projecto de Baltazar Alvares.
Foi submetido a alterações devido a incêndios e ao terramoto de 1755.
Teve a partir de então ocupação diversa: Torre do Tombo, Prisão, Sede Patriarcal, Academia Militar, etc.
A decadência acentuou-se com as Invasões Francesas e Lutas Liberais; em 1802 tornou-se sede das Cortes Gerais da Nação; em 1834 com o fim das Obras a Ordem é extinta e tornou-se pertença do Estado; 1834 por decreto de D.Pedro IV e aí se instala o Parlamento; em 1895 foi reedificado por Ventura Terra em estilo neoclássico.
Teve várias denominações: Palácio das Cortes (1834-1911); Palácio do Congresso (1911-1933); Palácio da Assembleia Nacional (1933-1974). Em meados do séc. XX passou a utilizar a designação de Palácio de S.Bento, em memória do antigo convento.
Na fachada apresenta; rés do chão e 3 andares, dinamizados por frontões alternadamente triangulares e semicirculares no andar nobre, janelas quadradas simples no 2º. Andar, janelas rectangulares verticais no 1º. Andar e janelas horizontais no rés-do-chão.
Em 1941 é feita a escadaria com quatro estátuas sobre pedestal (Jurisprudência, Força, Justiça e Prudência).
O tímpano foi decorado Adolfo Simões Junior. Ao centro está a PÁTRIA entronizada, identificada com a expressão OMNIA PRO PATRIA (todos pela Pátria), ladeada de 18 figuras representando entre outras a Industria e o Comércio.
Apresenta uma arcada em volta perfeita com dupla inscrição da Palavra LEX – alusão à função da Assembleia, obedecendo à lógica do Estado Novo.
É composta por algumas das seguintes zonas:
ATRIO – Teria sido o local da primitiva Igreja
GALERIA – Destaque para 2 tripticos (quadros pintados em três panos) das Cortes de Leiria e Corporação do século XV.
SALA DOS PASSOS PERDIDOS – Dá acesso à sala de sessões
SALAS DAS SESSÕES DA CÂMARA DE DEPUTADOS (1903) – Onde se efectuam as sessões actuais
SALA DO SENADO (1897) – antiga câmara alta serve hoje para reuniões de grupos parlamentares, conferencias, comissões, etc
SALÃO NOBRE – Decorado com sete frescos sobre os Descobrimentos.
BIBLIOTECA – Especializada no apoio aos funcionários e deputados.
JARDIM – Comunica com o Palácio de S.Bento, hoje residência do primeiro-ministro.

De realçar que em 1937 o palácio foi expropriado pelo Estado e o Dr. Oliveira Salazar, depois de fazer obras, ocupou a casa em Maio de 1938 e inaugurou-a em Abril de 1939, tendo sido feita uma escada de ligação à Assembleia da República…”